Lendários: Comuns

Pokémons Lendários Comuns

Articuno, o Titã do Gelo
Os mais supersticiosos costumam dizer que quando os ventos esfriam de repente, é sinal de que Articuno está próximo. O senhor do gelo é o mais afamado dentre as três lendárias aves elementais. Articuno comanda os ventos glaciais, faz com que a neve caia onde quer que voe e pode criar nevascas com o bater de suas asas.
Muitos alpinistas e exploradores que se viram perdidos em meio à imensidão gelada dos pólos foram inexplicavelmente encontrados salvos da morte certa. É Articuno que sobrevoa esse lugares e que resgata essas pessoas. Com certeza há algum vínculo entre essa ave e as cavernas congeladas das Ilhas Seafoam.
Zapdos, o Titã do Raio
Zapdos não poupa esforços para ser considerado o mais poderoso das três aves elementais, mesmo que isso signifique derrubar os adoradores de seus rivais. Ganha ainda mais poder quando é atingido por descargas elétricas, por isso, vai em busca de usinas de energia abandonadas.
Dizem que quando as nuvens tempestuosas se abrem e uma violenta tempestade elétrica se forma, é o bater das asas de Zapdos que as trouxeram. Outros afirmam que quando um trovão poderoso o suficiente para fender uma montanha cai dos céus, esse trovão é o próprio pássaro descendo dos céus com toda a sua fúria.
Moltres, o Titã do Fogo
Os clarões no horizonte durante a noite e os céus rubros do entardecer são as labaredas formadas pelo bater das asas da terceira ave. Consegue criar vultos de chamas em torno de seu corpo que usa para sumir e escapar de qualquer coisa, voando rapidamente.
É o mais raro de ser visto dentre as três aves lendárias. Quando Moltres está voando, é possível ver chamas ardentes faiscarem ao bater de suas asas flamejantes. Esta ave é tão fervorosa que se lança no magma do vulcão para restaurar suas energias. Dizem ainda, que há um Moltres no topo do Mt. Ember, nas Ilhas Sevii.
Raikou, o Trovão Relampejante
Quando ouvimos um trovão, mas sem luz, trata-se do rugido bestial de Raikou. Trazendo em sua cabeleira as nuvens chuvosas, a fera sabe quando um trovão é formado. Quando uma tempestade elétrica se forma e uma densa neblina cobre a região logo abaixo, diz-se que Raikou se aproxima.
Pode-se dizer que ele incorpora a velocidade da luz. Por armazenar em seu corpo quantidades monstruosas de energia, ele passa parte de seu tempo em uma corrida desenfreada, liberando todo esse potencial. Dizem até mesmo que nessa disparada ele acaba gerando as correntes de ar, fazendo circular o ar por todo o planeta!
Entei, o Vulcão Incandescente
Não é difícil encontrar os que acreditam que cada erupção vulcânica que ocorre foi causada por um rugido de Entei. Mais que isso, contam que cada vulcão do planeta foi criado devido à liberação de parte de seu poder contido por décadas. Já os mitos contam que nasce um Entei a cada vulcão que surge.
Entei incorpora o vulcão e o magma. Ele consegue até mesmo se atirar em chamas mais quentes que o próprio magma vulcânico. E com um poder de calor, poder enviar rajadas de fogo que consomem o lugar onde ele tocar.
Suicune, a Aurora Luminosa
Suicune é conhecido também como o vento do norte e senhor do amanhecer. Em suas velozes jornadas, ele busca por reservas de água virgens, nunca antes tocadas pela humanidade. Ele é que é o responsável pelo orvalho da manhã, pelo frescor dos ventos e por trazer a aurora. Como incorpora o vento do norte, alguns de seus golpes são baseados em técnicas de ventos, e não apenas de água, além do golpe de aurora.
Ele ainda possui a importante função de, com suas águas límpidas, purificar regiões inteiras tomadas pela ação poluidora. Costuma correr pelo mundo para tentar manter o equilíbrio pela natureza.
Regirock, o Símbolo da Idade da Pedra
O corpo de Regirock é composto inteiramente de rochas, sem nenhum cérebro ou coração, o que até hoje é um grande mistério para os pesquisadores. Se o corpo deste pokémon for danificado na batalha, ele poderá se reconstruir juntando as pedras que encontrar pelas proximidades. As pedras que compõem seu corpo vieram de diferentes lugares do mundo.
Este pokémon aparenta representar os tempos da idade da pedra. Assim como Regice e Registeel, costuma exercer o papel de guardião de algum lugar, ou de permanecer adormecido em alguma caverna.
Regice, o Símbolo da Era do Gelo
O corpo de Regice foi formado durante a era do gelo, por isso ele aparenta ser um representante dessa época. O seu corpo congelado nunca será derretido, nem mesmo pelo fogo, ou mesmo se estiver imerso em magma. Seu corpo é tão frio que qualquer coisa que se aproximar muito desse pokémon corre o risco de se congelar.
Pesquisadores afirmam que seu corpo é feito do mesmo gelo do polo sul. Ele se envolve com um ar gelado e pode controlar um frio de temperatura equivalente à -328ºF (-164,4ºC).
Registeel, o Símbolo dos Tempos Modernos
Registeel tem seu corpo feito de uma substância misteriosa que não é desse planeta, e é mais dura do que qualquer tipo de metal. Acredita-se que foi devido à pressão do subterrâneo por dezenas e milhares de anos que o seu corpo se tornou duro. Além disso, seu corpo aparenta ser oco e tem a capacidade de esticar e encolher flexivelmente.
Não é possível fazer nenhum arranhão em seu corpo metálico. Por ser de metal, podemos dizer que aparenta representar a era de ferro, ou mesmo os tempos modernos. Ninguém faz a menor idéia do que este pokémon come.
Latias, o Místico Dragão-Fêmea
Com a habilidade de refletir a luz que bate em suas penas, é capaz de ficar invisível ou assumir uma outra aparência, como a de um humano por exemplo. Latias é altamente sensível às emoções das pessoas e costuma desaparecer quando sente perigo. Raramente tem contato com humanos.
Tanto Latias quanto Latios são pokémons extremamente inteligentes e têm a capacidade de entender a fala humana e de se comunicar com os outros telepaticamente. Costumam viver em ilhas, como Altomare e numa ilha localizada no extremo sul de Hoenn. Às vezes saem voando por aí.
Latios, o Místico Dragão-Macho
Quando se inclina, dobrando seus braços, consegue minimizar a resistência do ar e voar tão rápido quanto um avião a jato. Latios tem um temperamento mais dócil e não gosta de ter que lutar. Mesmo estando alguém escondido, ele pode detectar a presença dos outros. Só abre o seu coração a um treinador com um espírito compassivo.
Latios e Latias na verdade são irmãos gêmeos. Através da habilidade de visão compartilhada, Latios pode fazer com que Latias e outros vejam o que está pensando, ou, mostra o que está vendo no momento, mesmo estando em um lugar muito distante de Latias.
Uxie, o Gnomo do Conhecimento
Como é o ser da sabedoria, tem a cabeça com um formato parecido com o cérebro humano. De acordo com as lendas, se Uxie abrir seus olhos, pode causar o caos na mente de todos, sendo capaz de apagar a memória de alguém apenas com o olhar. Porém, os olhos de Uxie sempre permanecem fechados, mesmo em batalhas.
Vive no lago Acuity. O seu nascimento deu a inteligência aos homens, para que suas vidas sejam melhores. Assim como Mesprit e Azelf, tem uma pedra preciosa em sua testa. De acordo com o que se acredita, Uxie, Mesprit e Azelf nasceram do mesmo ovo

Mesprit, o Duende da Emoção
Tem o poder de separar seu espírito do corpo sem morrer, este podendo voltar ao seu verdadeiro corpo apenas com a sua vontade. Todo aquele que conseguir tocar Mesprit, após 3 dias, passará a perder suas emoções. Foi o que aconteceu com Cyrus, que se tornou o líder sombrio da Equipe Galactic.
Vive no lado Verity. Foi com o seu nascimento que foi dado aos seres humanos a sensibilidade de sentir emoções, como tristeza, dor e alegria. É desta forma que ele, assim como Uxie e Azelf, ele encorpora algum dos diferentes aspectos da mente humana.
Azelf, o Elfo da Vontade
De acordo com as Escrituras Pokémon de Sinnoh, Azelf tem a capacidade de controlar a vontade de cada um. Ela também pode entrar no corpo de outro pokémon ou humano. Conta a lenda que ele pode fazer com que os humanos percam toda a sua vontade própria, tornando-os completamente imóveis.
Vive no lago Valor. Foi a partir de seu nascimento que os humanos passaram a ter o livre arbítrio. Ele permanece adormecido no fundo do lago para manter o mundo em equilíbrio. Tem o dom de fazer com que as pessoas desistam ou persistam em seus objetivos.
Heatran, o Dominante do Centro da Terra
Segundo a lenda, Heatran nasceu das chamas de um vulcão quando Dialga, Palkia e Cia. estavam dando forma ao universo. Lava e magma reuniram-se, tornando-se Heatran.
Ele costuma hibernar nas profundezas de cavernas vulcânicas. Suas garras em forma de cruz o ajudam a cavar e escalar. Seu corpo é feito de magma, tem a cabeça como se fosse revestida por um “capacete prateado” e uma grande mandíbula. Por uma estranha razão, existem tanto Heatrans machos quanto fêmeas, diferente da maioria dos outros lendários, que não têm sexo.
Regigigas, o Mestre dos Regis
Quando Regirock, Regice e Registeel são reunidos, é possível despertar Regigigas. Ele mesmo se formou de rochas, iceberg e magma. Uma antiga lenda diz que Regigigas arrastou os continentes com sua força colossal, puxando-os com cordas e colocando-os em seus devidos lugares.
Regigigas é do tipo normal, sendo assim, da mesma forma que os outros três Regis, possui fraqueza contra o tipo lutador. Atualmente encontra-se selado num sono profundo de milhares de anos no Templo de Snowpoint, em Sinnoh. As pessoas pensam que não é o Regigigas que está lá no templo, que é apenas uma estátua.
Cresselia, a Representante da Lua Crescente
Cresselia, também conhecida como o símbolo do amanhecer, representa a lua crescente. Ela tem o corpo revestido de penas lunares e suas asas emitem um véu de partículas brilhantes. Em noites de lua crescente, é possível ver uma longa e bela aurora estendendo-se desde a sua cauda.
Com o misterioso poder de acalmar os pesadelos e de dar sonhos pacíficos, está todas as noites atrás de Darkrai, pois este é o principal causador de sonhos maliciosos. Normalmente ela dá sonhos maravilhosos a alguém quando está por perto.
Cobalion, o Mosqueteiro Valente
É dito que Cobalion, assim como os outros lendários mosqueteiros, é um grande defensor dos pokémons. Ele enfrenta humanos que judiam de pokémons selvagens, batalhando para protegê-los. Nos tempos da Idade Média, Cobalion reuniu-se junto aos seus mosqueteiros para atacar castelos onde viviam humanos.
Embora seja um justiceiro que ataca pessoas maldosas, Cobalion tem uma personalidade calma e serena. Seu corpo, inclusive seu coração, são feitos de aço. Ele também tem o poder de persuadir qualquer pokémon rebelde a obedecê-lo, utilizando apenas o seu olhar.
Terrakion, o Mosqueteiro Brutal
Dentre os lendários mosqueteiros, Terrakion é o mais nervoso e brutal. Com a sua força, ele é capaz de destruir a muralha de um castelo com apenas um golpe. Costuma habitar cavernas, mas geralmente fica andando sem rumo por vários lugares.
Segundo as lendas, ele defende os pokémons da natureza, ajudando-os a não ter seus habitats destruídos pelos humanos. Muitos pokémons perdem suas casas por causa de guerras feitas por homens. É por este motivo que Terrakion tem raiva das pessoas que por ventura encontre atacando algum pokémon.
Virizion, o Mosqueteiro Nobre
Virizion é o mosqueteiro com a aparência mais efeminada. Geralmente fica patrulhando forestas e resguardando os pokémons. Assim como os outros, também atua na proteção dos pokémons.
Da mesma forma que os demais lendários mosqueteiros, Virizion utiliza seus chifres como espada para atacar. Seus chifres são tão afiados quanto lâminas, por isso é muito bom com golpes de arranhar. É capaz de realizar movimentos velozes e no estilo de um furacão, confundindo facilmente seus adversários e cortando-os com os seus chifres.
Tornadus, o Kami dos Ventos
A parte inferior do corpo de Tornadus é envolvida por uma nuvem de energia. A energia contida nessa nuvem é capaz de causar tempestades torrenciais. Por esta razão, quando começa a cair uma chuva incessável e com fortes vendavais, dizem que é Tornadus quem a está provocando.
Com a ajuda dos ventos, Tornadus é capaz de viajar pelos céus numa velocidade superior a 300 km/h. Ele possui um grande rabo desenhado como os ventos, o qual usa para dar chibatadas nas nuvens, causando as tempestades. Com o seu poder, consegue criar furacões capazes de explodir as casas que estiverem pelo caminho.
Thundurus, o Kami dos Trovões
Por meio de sua energia, Thundurus dispara trovões e relâmpagos pelos céus, conseguindo criar uma verdadeira tempestade de raios. Por esta razão, costumam cair incontáveis restos de substâncias incineradas pelos seus raios, estragando toda a paisagem do lugar por onde ele passa.
Thundurus fica sobrevoando a região de Unova atirando os seus raios por aí. Ele possui um grande rabo composto por várias esferas pontiagudas, onde armazena eletricidade. Através de seu rabo, Thundurus pode arranhar as nuvens do céu, fazendo-as soltar raios e causando severas tempestades.
Landorus, o Kami da Fertilidade
Landorus possui um grande rabo no formato de uma tora de madeira. Com ele, chicoteia o solo, tornando-o mais fértil. A energia contida nesse rabo aumenta a nutrição das terras, fazendo as plantações crescerem bastante. Os campos começam a dar fartas colheitas após Landorus visitá-los. Por essa razão, ele é conhecido pelos camponeses como “o guardião dos campos”.
Diz a lenda que certa vez Landorus puniu Tornadus e Thundurus por estes terem destruído suas terras com suas fortes tempestades. Os camponeses construíram um pequeno sacrário em homenagem a Landorus. Os três Kamis representam os céus, mas Landorus não causa destruição e tem mais chifres que os outros dois, sendo digno de respeito por eles.