Entrevista da "Pokemon Peer"

Hoje a revista “Pokemon Peer” divlugou uma entrevista com os designers de Pokémon Black&White…

Eu demorei para postar porque estava traduzindo ela.

Para visualizar a entrevista clique em “Leia mais” ou em “Comentários”…

Hoje estamos reunidos com todos os designers gráficos, que podem ser considerados os pais de Pokémon. Para começar, por favor, nos diga como vocês estão envolvidos com a série Pocket Monsters.

Sugimori: Eu estou no cargo de diretor de arte 2D. A GM do projeto. Eu supervisiono o ponto de arte (gráficos sprite exibido na tela do jogo). Eu estive envolvido com a série Pocket Monsters desde a sua criação, então eu também supervisionei o design dos personagens originais do Homem e Pokémon. Desta vez, eu estava um pouco menos envolvido, mas eu fiz o trabalho sobre o herói e desenhos Pokémon.

Oumura: Eu estou no comando de gráficos 2D. Eu comecei com Pocket Monsters Diamond e Pearl, e desta vez eu trabalhei sobre os desenhos dos personagens humanos e Pokémon como Mijumaru.

Sugimori: Ibe e Tagami veio a bordo na Game Freak, quando nós estávamos trabalhando em Pocket Monsters Platinum. Esta é a primeira vez que fiz um jogo do zero.

Ibe: Eu era responsável pelo projeto de Victini. Afora isso, eu projetei cerca de 10 outros Pokémon.


Tagami: eu projetei Tsutaaja.
Depois disso, o Mamepato, e um tipo inseto chamado Kurumiru, por exemplo.

Entre os quatro de vocês são todos de veteranos a novatos, mas como muitos designers trabalharam em Pokémon Black&White no total?

Sugimori: Havia 17 pessoas no total. Cada pessoa projetado cerca de 10 Pokémon. [Nota: 17×10 = 170!]

Desta vez, os Pokémons são novos. Quando você começou a projetar o Pokemon?

Oumura: Cerca de Primavera de 2008.

Sugimori: Nós estávamos em desenvolvimento que ao mesmo tempo, como Pokemon Platinum e Pokémon Heart Gold e Soul Silver. Neste jogo, uma vez que Pokemon velho não aparecer, e um novo mundo é o estágio, precisamos criar um ecossistema exclusivamente para Pokemon recém-concebido. Até agora, concebido com a filosofia de que “um rato como Pokemon já existe, então vamos fazer outro Pokemon”, mas desta vez eles estavam todos de novo. Então, mais uma vez, foi projetado um rato como Pokemon, um cão como Pokemon, etc, a partir do zero.

Então, você começou do nada na verdadeira acepção da palavra. Que tipo de Pokemon que você achou?

Sugimori: No começo eu disse aos designers: “Você pode desenhar livremente; desenhar coisas que você gosta.” Gradualmente, o número de Pokemon foi decidido, e as instruções se tornaram mais concretas, tais como, “Nós não temos o bastante desse tipo , você pode tentar desenhar um pouco? “Ao final, eles foram diretamente ordenada,” DESENHEM ESTE POKEMON! “

Ibe: Eu gosto de cães, por isso apresentei um Pokémon “estilo cão”.

Sugimori: Os desenhos são uma coleção Pokemon do indivíduo, apegos emocionais dos designers. É por isso que eu disse inicialmente, “Por que não chamar as coisas que você gosta?”

Tagami: No meu caso, são os insetos. Há realmente um inseto que parece uma folha, chamado Otoshibumi. Eu pensei que o comportamento era fascinante, então eu tentei desenhar um Pokemon com base nele.

Oumura: Eu olhei para a programação de Pokemon que todos haviam apresentado a mim, e projetou o que estava faltando. Piplup de Pocket Monsters Diamond and Pearl foi adotado, e desta vez eu estava mais uma vez projetar Pokemon tipo água. Isso não é para sugerir que tipos de água são a minha especialidade.

Sugimori: Os 3 Pokemons inciais e os Pokemons Lendários eram um monte de problemas.

Tagami: Um monte de problemas. Penso Tsutaaja o tempo todo.

Sugimori: Claro, foi determinado que os 3 iniciantes seriam dos tipos Grama, Fogo, Água. Vamos combinar o horror compartilhada de nossas experiências até agora. O tipo de água e cães não eram bonitos. Desta vez, uma vez um designer que não está aqui apresentou um tipo fogo igual a um porco, e o Sr. Tagami apresentou o Pokemon tipo grama como uma serpente. Eu decidi que era uma combinação interessante.

Tagami: Eu estava lendo um livro de fotos e ele disse: “Existem cobras que se parecem com vinhas.” Eu disse, “That’s it!” (Risos) Foi uma sugestão de uma idéia.

Sugimori: Eu disse a ele que as cobras são desconfortáveis. “Ao ver a linha de entrada no seu estômago, é assustador.”

Sugimori: precisamos dar-lhe uma personalidade. Vai ser chato se todos os 3 iniciantes têm a mesma personalidade, por isso, escolher uma direção para a personalidade, como a Naughty ou Gentle. Desta vez, o porco foi Naughty , e tinha uma sensação imprudente. Tsutaaja era aristocrático …. Por exemplo, como “A Rosa de Versailles”. (Risos)

Tagami Eu criei uma imagem como algo fora de um museu de arte. Como o Museu Hermitage, na Rússia. (Risos)

Sugimori: Desta vez, o tipo de água foi o mais problemático.

Oomura: Eu disse: “Que tal uma lontra do mar para o tipo de água?” Mas se uma lontra estava a evoluir, o que ele se tornou? É aí que eu bati em uma parede. Eventualmente eu disse que se uma lontra do mar foi a evoluir, seria transformar em algo completamente diferente. [Nota: A terceira evolução rumores de Mijumaru de alguns dias atrás parece completamente diferente do que Mijumaru.]

Sugimori:Os três Pokémon iniciais estão com o herói durante todo o jogo, queríamos que eles tivessem evolução surpreendente. Nós continuamos a adicionar mais para que as formas do terceiro estágio tivessem um impacto.

Oomura: Além disso, desta vez, queria que os 3 Pokemon inicias, viessem a ser divididos em japonês, Europa Ocidental, e China. Dissemos que Tsutaaja representaria a Europa ocidental, Pokabu a China e Mijumaru o Japão. Nós discutimos sobre isso: “Não foi possível uma lontra é um samurai?

Todos: Hahaha.

Oomura: Eu estava um pouco preocupado, então fui ver as lontras do mar, no aquário. Tive oportunidade de ver o show de leões marinhos, percebi o quão forte os leões marinhos eram. Eu pensei: ah, eu vou tentar combinar leões marinhos e lontras juntos. Eu vim com a idéia de eles lutam usando as conchas em seus estômagos, como espadas e Mijumaru e sua evolução próxima foram concluídas.

Sugimori: No início do desenvolvimento, toda a equipe foi para o jardim zoológico. Neste caso, foi o Jardim Zoológico de Tama que visitámos. Cada um de nós foi a nossa própria maneira de ver os animais. A exposição era realmente interessante. Os tubos foram conectados através do teto, e as toupeiras correram por eles em uma velocidade incrível. Eu fiquei chocado.

Tagami: Normalmente eu olhaava para os livros de imagem e programas de natureza na televisão. Quando eu ouvi sobre a viagem do Sr. Oomura para o aquário, eu também fui ao jardim zoológico para observar as cobras. Mas eu assisti as cobras por cerca de 30 minutos, e nem me mexi. (Risos)

Ibe: eu também fui ao jardin zoológico e lojas de animais onde eu pudesse realmente tocar os animais. Eu verifiquei as articulações e observei como os pássaros dobram suas asas. (Risos)

É interessante. O que acabou sendo a melhor referência?

Oomura: Na verdade, observando os animais que vivem, é claro. Como o desenvolvimento do jogo ficou mais agitada, não poderia sair com a investigação, mas viria a entender como os animais deslocados, capturou a presa, etc, e isso fez com desenho mais fácil.

Tagami: Quando o desenvolvimento foi agitado, eu seria a referência as pessoas andando pela cidade. Pessoas penteados e assim por diante. Foi interessante. (Risos)

Sugimori: É como disseram. Muitas coisas diferentes entrou no Pokemon. Por exemplo, com o  Pokemon do tipo fogo, os tubos de fornos de siderurgia entraram na forma do corpo e nas marcações. Amarrando imagens diferentes em conjunto, os novos desenhos nasceram …

Eu achei a entrevista no site PokeBeach, mas demorei muito pra traduzir do Inglês para o Português…

See ya!!!!


Comments

comments

DaniloT_DS

Desde criança gosto de tecnologia e jogos 2D. Conheci o anime de Pokémon em 1999, e os jogos um ano depois (versão Gold). Desde então amo Chikorita e outros pokémon tipo grass. Ajudo a Mythology desde a criação em 2004 e um ano depois comecei a ajudar a publicar notícias. Hoje sou webmaster ao lado do Robert.

Você também pode gostar de...