Universos Paralelos em Pokémon

Teoria do Multiverso

A teoria do multiverso diz que existem outros universos além do nosso. Esse grupo – finito ou infinito – de universos possíveis são o que chamamos de universos paralelos. Todos eles coexistem e apresentam realidades alternativas um do outro. Embora só haja uma hipótese dessa existência, podemos entender que no Mundo Pokémon o multiverso realmente existe.

A Revelação de Zinnia

Nos jogos Omega Ruby/Alpha Sapphire, durante o Delta Episode, a personagem Zinnia abre a possibilidade da existência de universos paralelos no Mundo Pokémon. A história do jogo conta que o Mundo Pokémon estava ameaçado de ser destruído por um gigantesco asteroide. Os cientistas do Centro Espacial de Mossdeep, com a ajuda de Steven e Brendan/May, planejavam usar a Energia Infinita. Essa energia foi usada por AZ, 3000 anos atrás, para acabar com a guerra de Kalos. Ela deriva da energia de vida dos pokémons. Segundo o Professor Sycamore, essa energia também faz as Mega Pedras funcionarem. Essa energia também foi explorada e desenvolvida pela Corporação Devon. O plano dos cientistas era usar essa energia para teletransportar o asteroide para algum lugar longe dali. Zinnia surge, dizendo que fazer isso poderia ser uma catástrofe para um outro mundo.

Os cientistas pretendiam usar a mesma tecnologia dos painéis de teletransporte (aqueles quadrados/botões no chão que, quando pisamos, nos teletransportam para um outro lugar, como os que encontramos no ginásio de Saffron). Com essa tecnologia, eles iriam mandar um foguete cheio de Energia Infinita e criar uma espécie de buraco negro para tirar o asteroide da rota de colisão com o planeta. Eles iriam usar outra tecnologia chamada Cabo Link para direcionar onde o buraco negro iria teletransportar o asteroide (aqui temos uma referência ao cabo link, objeto usado para trocar pokémons nas primeiras versões de Game Boy).

O povo de Zinnia (os Draconids) tem o conhecimento da existência de um mundo onde o mecanismo da mega evolução existe (mundo onde Zinnia está, o mundo de OR/AS) e da existência de um outro mundo, parecido com este onde ela está mas que não é o mesmo, onde existe uma região de Hoenn exatamente como a região de Hoenn que ela habita, onde a evolução dos pokémons tomou um rumo diferente, onde a mega evolução é desconhecida, onde a guerra de 3000 anos atrás nunca aconteceu (aqui ela está se referindo ao mundo de R/S/E). Zinnia comenta que, ao mandar o asteroide para uma outra dimensão, ele poderia atingir outro mundo… como no mundo de R/S/E não existiu a mega evolução e a guerra de Kalos, as pessoas de lá não teriam a Energia Infinita para se salvar dessa tragédia. Logo, para não arriscar a vida de ninguém, Zinnia põe em prática o seu plano de reunir Pedras Chave para invocar Rayquaza no Pilar do Céu (Sky Pillar), para então mega evoluí-lo e usá-lo para destruir o asteroide.

O que Zinnia quis dizer aqui é que, ao salvar o mundo de Omega Ruby/Alpha Sapphire, o mundo de Ruby/Sapphire/Emerald poderia ser destruído. Em outras palavras, existe um universo onde o conceito de mega evolução existe e um outro universo onde esse mesmo conceito não existe.

Linhas do Tempo em Pokémon

De acordo com um tweet de Toshinobu Matsumiya, empregado da Game Freak, existe uma certa ordem cronológica dos eventos de cada jogo. Os eventos de R/B/Y, R/S/E e FR/LG (e OR/AS) são contemporâneos. Três anos depois, ocorrem os eventos de G/S/C, D/P/P e HG/SS. Alguns anos depois, ocorrem os eventos de B/W. Dois anos depois, os eventos de B2/W2 e X/Y.

Considerando as realidades de cada universo, podemos separar essa linha do tempo em 3 dimensões distintas:

1 – Vamos chamar a primeira dimensão de "dimensão original". Aqui temos os eventos de R/B/Y, que são sucedidos pelos eventos de G/S/C. Nesse mundo, existe a tecnologia da Cápsula do Tempo (Time Capsule), onde pokémons de G/S/C podiam ser transferidos para R/B/Y (3 anos para o passado) via Cabo Link. É desconhecido se as regiões de Hoenn. Sinnoh, Unova e Kalos existem nesse universo, ou se existem mais de 251 pokémons. Podemos imaginar, ainda, que o mundo de R/B/Y ocorre em uma outra dimensão alternativa onde os tipos Noturno e Metálico não existem.





2 – Vamos chamar a segunda dimensão de "dimensão principal". Esta dimensão não se conecta de nenhuma forma com a dimensão original. Os eventos de R/S/E e FR/LG são contemporâneos, assim como D/P/P e HG/SS que ocorrem três anos depois, os eventos de B/W depois de mais alguns anos e por fim os eventos de B2/W2 após mais dois anos. Não se sabe se neste universo existe a região de Kalos; se existe, a guerra de Kalos nunca ocorreu. Também é desconhecido se existem mais de 649 pokémons, ou mesmo se o tipo fada existe.











3 – Vamos chamar a terceira dimensão de "dimensão das mega evoluções". Neste universo, ocorreu a guerra de Kalos e temos a presença da Energia Infinita e das mega evoluções. Os eventos de X/Y ocorrem contemporaneamente ao surgimento da nova Equipe Plasma em Unova, dois anos após a Equipe Plasma original ter sido derrotada por Hilbert/Hilda (o equivalente a B2/W2 da dimensão principal). Todas as regiões estão presentes nesse universo. Podemos entender que a história contada no especial de "Pokémon Origens" se passa na região de Kanto deste universo, por conta da presença do Mega Charizard.



►——-►——-►

Então existem 3 universos?

Até onde se tem conhecimento, podemos considerar essas três dimensões. Contudo, é possível imaginar inúmeros universos paralelos girando em torno dessas três dimensões. O conceito do multiverso em Pokémon pode se estender, por exemplo, nas diferenças apresentadas nos pares de versões dos jogos. Basicamente, cada versão apresenta sua própria realidade paralela. Normalmente, em uma versão a equipe criminosa está atrás de um lendário, enquanto na versão oposta, a equipe está atrás do lendário oposto. Isso é reforçado por Archie/Maxie no pós-game de OR/AS.

Em Omega Ruby, a Equipe Magma sempre estava um passo à frente da Equipe Aqua, enquanto o oposto acontecia em Alpha Sapphire, de forma que apenas uma equipe conseguia causar problemas. No pós-game de Omega Ruby, Archie fala que num outro mundo teria sido ele a causar problemas tentando reviver Kyogre, enquanto em Alpha Sapphire Maxie fala que teria sido ele a causar problemas tentando reviver Groudon. Esse mundo que eles cogitaram existir realmente existiu, na versão oposta do jogo. Vamos pensar em Emerald agora: aqui ambas as equipe causavam problemas! As terceiras versões também apresentam outra realidade paralela. Em Emerald podemos enxergar, ainda, uma linha do tempo um pouco mais à frente de OR/AS, onde Wallace já teria se tornado campeão, Juan já teria assumido o ginásio em Sootopolis e a Batalha da Fronteira já estaria pronta.

Os universos paralelos não ficam apenas nos diferentes enredos que os pares de versões, as terceiras versões e os remakes apresentam. Podemos considerar cada cópia dos jogos como um universo, de forma que quando você troca um pokémon de um jogo para outro, você estaria enviando um pokémon para outro universo. Mesmo que você esteja trocando de um Pokémon Red para outro Pokémon Red, você estaria conectando dois universos. Imagine que em um deles você começou com o inicial de fogo. Em outro, com o inicial de água. Em um, você ganhou sua primeira batalha contra o rival. Em outro, você perdeu a primeira batalha. As escolhas feitas durante o jogo podem variar de jogador para jogador. São inúmeras realidades diferentes.

E não para por aí

Podemos considerar as histórias vividas no anime e no mangá também como universos paralelos dos jogos. Mundos onde os conceitos das três dimensões se misturam. Temos também a história que ocorre no filme 14 da série, que possui duas versões, duas realidades alternativas de uma mesma história. Não há nenhum esclarecimento oficial sobre o multiverso em Pokémon, mas podemos ter certeza de que ele realmente existe. Fica por conta da imaginação dos fãs entender como esses universos estão distribuídos.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on TumblrEmail this to someonePrint this page

Comments

comments

Robert

Webmaster da Pokémon Mythology. Responsável pela redação e administração. Escreve a maior parte do conteúdo do site, em especial os detonados.

Você também pode gostar de...