Spin-off: Pokémon Ranger – Guardian Signs

Pokémon Ranger: Guardian Signs

É um novo Pokémon Ranger. A história se passa em uma nova região chamada Oblivia. O personagem terá de enfrentar uma equipe vilões conhecida como Pokémon Pinchers que possuem o plano de controlar a região.

Enredo

O jogo se passa na região de Oblivia, um arquipélago pacífico. Os Pokémon Pinchers, que capturam e controlam pokémons usando dispositivos chamados Control Gauntlets, estão operando individualmente na região há algum tempo, mas recentemente passaram a atuar como um grupo. Professor Hastings envia dois novos Rangers, Ben e Summer, para investigar as ações dos Pinchers, e impedi-los quando houver perigo. Qualquer um dos dois pode ser escolhido como o personagem do jogador, o outro vai aparecer como um NPC com o nome padrão dele ou dela.

Vários personagens dos dois primeiros jogos Rangers fazem aparições, incluindo Professor Hastings, Murph, e os Go-Rock Squad. Os cães lendários, as aves lendárias, Latias, Latios, Celebi e Ho-Oh desempenham um papel importante no jogo.

Novos recursos

  • Ranger Signs permite que o jogador convoque vários pokémons, incluindo as aves lendárias, os cães lendários e Latias/Latios (correspondente ao sexo do jogador).
  • Pokémons amigos são substituídos por Poké Assists e são libertados se tomarem dano durante este tempo, em vez de ser libertado automaticamente depois. Após um período, o Poké Assist pode ser usado ​​novamente.
  • Determinados alvos agora exigem o uso de Filed Moves por vários pokémons.
  • Até quatro jogadores podem enfrentar missões em conjunto através de um modo multiplayer. Essas missões são acessíveis após Celebi levar o jogador para o passado pela terceira vez.
  • Alguns pokémons possuem o Field Move Fly, que permite ao jogador percorrer o céu de Oblivia e capturar vários pokémons voadores. Falando com Supurna no Aqua Resort, pokémons capturados no céu podem ser adicionados à equipe do jogador. Também é possível voar diretamente para os locais que o jogador já tenha visitado.
  • Ocasionalmente, o DS deve ser mantido na vertical para prosseguir debaixo d’água.
  • Às vezes, pokémons selvagens ficarão “agitados” e o jogador terá de acalmá-lo com a stylus ou os Poké Assists antes que possam ser capturados com o Capture Styler. Até que isso aconteça, é impossível fugir.
  • Pokémons anteriormente encontrados como chefes podem ser capturados novamente falando com Nema na Rand’s House.

Missões Especiais

Missões especiais disponíveis por download permitem que os jogadores recebam um Deoxys, cuja forma é determinada pela rapidez com que é capturado (apenas por multiplayer), um ovo de Manaphy, um Shaymin com Fateful Encounter, e um Heatran com Eruption, que pode ser transferido para qualquer jogo da 4ª geração apenas uma vez. Todos, exceto a missão Manaphy, não podem ser acessados até o fim do jogo.

Missões Extras

Essas outras missões não envolvem a transferência de um pokémon de um jogo da 4ª geração .”Find Orb Griseous Giratina!” envolve a captura das formas de Giratina, e “Pledge to Arceus” envolve a captura de Dialga, Palkia e Giratina para depois capturar Arceus. Eles podem ser baixados na Ranger Net, mas não podem ser jogados antes que o jogador termine o jogo.

Prós:

Jogabilidade melhorada e a inclusão de novas mecânicas.
Exige mais estratégia que os dois games anteriores.
Alguns pokémons mais raros podem ser obtidos e transferidos para os games principais de Pokémon.

Contras:

Puzzles enjoativos.
Enredo muito superficial.
O método de captura tornou-se muito repetitivo.

Seções:

» Detonado de Pokémon Ranger: Guardian Signs

Screenshots:

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on TumblrEmail this to someonePrint this page