Radionovela: Capítulo V – Mewtwo Contra-Ataca

O Nascimento de Mewtwo

Capítulo V

Mewtwo Contra-Ataca

Giovanni: Pocket Monsters, a Radionovela: O Nascimento de Mewtwo, Episódio nº 5.

Mewtwo: (som de ondas) Giovanni, quantas espécies de Pokémons existem neste mundo??

Giovanni: Mais de 150, seguramente.

Mewtwo: Mostrarei a vocês minha força!

Giovanni: A arma final da Equipe Rocket, o poder de Mewtwo era incrível.
– Mewtwo, irei retirar suas as correntes, e sua armadura! Mostre aos Pokémons seus poderes! Poderes psíquicos! Incapacita-os! Estrela Veloz! Psicocinese! (todos os oponentes Pokémon são derrotados)

Mewtwo: Eu os capturei.

Giovanni: Pokébolas! (ouvem-se membros da Equipe Rocket lançando pokébolas nos Pokémons e os capturando)

Mewtwo: Eu os capturei!

Giovanni: (para si mesmo) Os poderes do Mewtwo são esplêndidos. As várias técinas de Mewtwo eram incrivelmente forte. Devo ser capaz de dominar o mundo só com este. (acaba o som de ondas)

Treinador: O meu Pokémon não vai perder! Vai, Magmar! (o Magmar sai da pokébola) Lança-chamas! (o Magmar ataca o Mewtwo com fogo) Conseguiu!

Giovanni: (risada) O quê, você acha que o derrotou só com isso? Mewtwo! Regenera-se! (Mewtwo se regenera)

Treinador: O quê?

Giovanni: O Mewtwo é invencível. Raio de destruição! (dispara contra o Magmar)
(risada) – Pokébola! (usa uma pokébola para capturar o Magmar)

Treinador: Espera! Você vai levar o meu Pokémon?!

Giovanni: Eu venci.

Treinador: Isso é contra as regras!

Giovanni: Lembre-se disso… “quebrar as regras” é um elogio para a Equipe Rocket.

Treinador: Espera! Por favor!

Giovanni: Livra-se deste treinador. Estrela veloz! (Mewtwo ataca o treinador)

Treinador: Wah! Irá atacar um humano?!

Giovanni: Não há humanos ou Pokémons para Mewtwo. Ele derrota os fortes, elimina os fracos, e persegue aqueles que interferem. (Ataca as pessoas)

Humanos: AUGH! (explosões são ouvidas ao fundo)

Mewtwo: (pensando consigo mesmo) Eu estou vivo. Mas se alguém me perguntar se a minha vida é divertida… (risos) Derrotar Pokémons fortes foi divertido. E não foi tão ruim pegar os humanos, essas criaturas trapaceiras que se gabam da força que não têm… mas agora, não há nenhum Pokémon mais forte do que eu. Eu sou invencível. Esta Equipe Rocket que me segue só pensa em ganhar dinheiro… sinto mais do que ódio por eles. Não vale a pena sequer cuspir neles. Não… não é só a Equipe Rocket… seres humanos são criaturas que só pensam em dinheiro e ganância. Os humanos são um lixo que não é nem digno de ser colocado num cesto de lixo. Me escutem, humanos… o que rege o mundo é a força, não o dinheiro… e vocês, Pokémon… não as cópias, mas os Pokémon originais… o que é mais deplorável é que vocês, Pokémons, são seres ainda mais baixos que os humanos. Uma vez que são capturados por um humano, vocês ouvem tudo o que ele diz, e abanam as caudas. Como Pokémon, isso é algo que não posso perdoar. É claro que, se estou pensando assim, talvez eu não era um Pokémon normal desde o momento em que nasci.

Miyamoto: (o vento de uma nevasca sopra na Cordilheira dos Andes, enquanto Miyamoto respira com dificuldade) Eu não estou à procura de um Pokémon qualquer. O que eu, Miyamoto, procuro é um Pokémon miragem. Hum? O Pokémon miragem Moltres? O Pokémon miragem Zapdos? Eu não sou a Miyamoto-san-daa… sou a Miyamoto-chan-daa! Hum? O Pokémon miragem Articuno? E eles esperavam que eu carregasse uma geladeira numa viagem de uma única mulher?! O que é isto? Dratini, Dragonair? Dragonite?! Todos vocês esquisitos não precisam aparecer! Se for o Mew, você deve aparecer! O Pokémon miragem Mew! Você é único para mim, Mew da miragem! Tudo a meu respeito é Mew! Minha amada filha Jessie… Musachi… Mu”cha”shi… (trocadilho com o nome japonês da Jassie, Musashi – ‘mucha’ quer dizer irracional, ou impossível) por favor compreendam a minha insensatez… (o vento sopra)

Giovanni: (numa selva) Dê uma olhada, Mewtwo. Existem milhões de Pokémons selvagens vivendo nesta grande selva. Há muitos Pokémon comuns aqui, mas também há dos muito raros. Mas é muito incômodo ir e encontrar todo e cada um deles. Portanto, quero que use sua força para pegá-los todos de uma vez.

Mewtwo: Você quer que eu lute com Pokémons comuns?

Giovanni: Foi para isso que nasceu. O Pokémon mais forte do mundo, este é você. Se você não lutar, você não vale nada.

Mewtwo: O meu valor?

Giovanni: Agora, tire sua armadura e correntes e mostre o seu poder! (Mewtwo tira a armadura) Mewtwo, poder psíquico! Incapacitar! Estrela Veloz! Psicocinese! Mostra todos os seus poderes! (Mewtwo ataca)

Giovanni: Tal como esperado, Mewtwo. Você conseguiu Pokémons para um ano inteiro.

Mewtwo: O que estou fazendo? Por que estou vivendo? Porque estou lutando? (tenta se libertar das correntes)
– Maldito, tire esta armadura.

Giovanni: Mewtwo. Não posso fazer isso. É muito perigoso para os humanos se eu permitir que fique livre.

Mewtwo: Está me dizendo para lutar por todos vocês? Lutar pelos humanos?

Giovanni: Você um Pokémon. Os Pokémons são seres vivos que existem para serem usados pelos humanos.

Mewtwo: Eu não sou um Pokémon qualquer.

Giovanni: É verdade. Você é um Pokémon feito por humanos. Se não lutar pelos humanos, que outro valor você tem?

Mewtwo: Meu valor? Quem eu sou? Para que estou vivendo? O mínimo que sei é que não é para os humanos!! (liberta-se da armadura e correntes)

Giovanni: (chocado) Ah! As correntes! A armadura! Vai se revoltar contra mim?!

Mewtwo: Fui criado pelos humanos, mas não sou um humano. Como sou um Pokémon criado, não sou sequer um Pokémon! (destroi o quartel general da Equipe Rocket com uma explosão)

Giovanni: (para si mesmo) Aquilo que eu temia aconteceu. O quartel-general da Equipe Rocket foi destruído num segundo. (amargo) Em breve, mais ninguém poderá controlar o Mewtwo…

Mewtwo: (pensa consigo mesmo em New Island, enquanto se ouvem ondas do mar) Minha força se torna mais forte. Eu sou o mais forte do mundo. O único que deve dominar o mundo não são os humanos, sou eu! Quem sou eu? Que lugar é este? Não sinto que este mundo seja divertido, nem que não seja… também não sinto dor. E obviamente, nunca chorei. Isso mesmo. Eu sou o Mewtwo. Vou continuar vivendo como Mewtwo.

Mew: Mew, mew.

Mewtwo: Hm? Mew… isso mesmo… você está aí também…

Mew: Mew!

Mewtwo: (ouvem-se ondas batendo na praia) Eu sou o mais forte no mundo. Eu tenho o direito de governar este mundo. (as ondas param)

ELENCO:

Mewtwo: Mewtwo. ICHIMURA Masachika
Mew: Mew. YAMADERA Kouichi
Miyamoto: Miyamoto. TOUMA Yumi
Treinador: Treinador. HIGASHI Saori
Giovanni: …e Giovanni. SUZUOKI Hirotaka… trouxeram isto [a radionovela] para você.

Miyamoto: (na Cordilheira dos Andes) Eu sou a Miyamoto-chan. Não vou desistir. A filha que eu deixei já é quase uma megera. (‘megera’ refere-se a uma mulher solteira com mais de 24 anos) Já esqueci como era o rosto dela… Jessie? Não se perde nada quando se tem muito dinheiro. Mew! Onde você está?! Afinal, eu, Miyamoto-chan, vou perseguir o Pokémon miragem em toda parte, até ao fim dos tempos! Vou conseguir!

Giovanni: O paradeiro de Miyamoto é desconhecido depois disso.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on TumblrEmail this to someonePrint this page