Pokémons Artificiais

Não é difícil de encontrarmos uma enorme variedade tecnológica avançada no mundo pokémon. As Pokébolas e a Pokédex são simples exemplos do que os humanos podem fazer. Em meio a toda essa tecnologia está a capacidade de criar pokémons artificiais, pokémons que não surgiram naturalmente, mas que foram criados através de experiências ou por meios indiretos, que envolveu a ação do homem.

Esses pokémons, apesar de terem sido criados artificialmente, não são diferentes dos pokémons naturais, apresentam características que realmente os tornam pokémons, e não uma outra espécie ou raça de ser vivente. Eles podem se reproduzir, evoluir, serem encontrados na natureza, serem capturados e treinados, como qualquer outro pokémon. Até mesmo esses pokémons possuem o DNA que foi extraído do código genético de Mew, o suposto ancestral de todos os pokémons.

Pokémons artificiais confirmados
Grimer e Muk

De acordo com vários textos da Pokédex, Grimer (e consequentemente Muk) foi criado a partir da poluição feita pelo homem diluída em um córrego, o qual foi exposta aos raios-X da lua. Isso torna ele o primeiro pokémon (pela ordem da pokédex) a nascer através das ações dos humanos. Devido a sua composição, os Grimers e Muks são altamente tóxicos, por isso desenvolveram ataques do tipo veneno.

Voltorb e Electrode

Voltorb, e consequentemente Electrode, de acordo com algumas descrições da Pokédex, apareceu pela primeira vez em uma empresa onde as modernas pokébolas são fabricadas (provavelmente a Silph.Co). Até então, ainda não se sabe o porquê, mas Voltorb é notavelmente semelhante ao dispositivo vermelho e branco, isso provavelmente deve indicar que sua existência tenha algum envolvimento humano. Acredita-se que Voltorb e Electrode sejam uma forma de energia consciente, teoria que é suportada pelo temperamento instável desses pokémons.

Porygon, Porygon2 e Porygon-Z

Antes da descoberta de Golett, Porygon era considerado o primeiro pokémon a ser criado deliberadamente. Foi o primeiro a ser criado usando a tecnologia moderna, sendo resultado de uma experiência de laboratótio do Dr.Akihabara. De acordo com um relatório da Silph.Co, ele é o ”pokémon realidade-virtual”. É inteiramente composto de dados e programação de computadores, e é capaz de existir no Ciberespaço. Conforme a Pokedex, ele possui uma proteção contra cópia de dados incorporada em sua programação para evitar reproduções ilegais. Especula-se que seja capaz de viajar no espaço, porém, esta e outras habilidades estão limitadas ao que está incluso em seu programa. Além disso, Porygon não respira.

Porygon possui duas evoluções, ambas possíveis através de atualizações artificiais. Porygon2 evolui de Porygon quando é trocado segurando um Up-Grade. Ele foi projetado para trabalhar e explorar o espaço, no entanto, é incapaz de alcançar e explorar outros planetas. Porygon2, ao contrário de sua pré-evolução, não está limitado somente ao que está contido em seu sistema – é capaz de adquirir aprendizado.

Porygon2 evolui para Porygon-Z quando trocado segurando o item Dubious Disc. Aparentemente é uma modificação de Porygon2, projetado para viajar entre dimensões diferentes. Contudo, este não funcionou como o planejado e começou a apresentar um comportamento irregular. Sua cabeça e todo seu corpo estão dispostos de uma maneira esquisita, além de ser capaz de expressar emoções.

Mewtwo

Mewtwo é um poderoso pokémon lendário que foi resultado de experimentos com o DNA genético de Mew. Os registros da Mansão Pokémon em Cinnabar contam que Mew ”deu a luz” a Mewtwo após um embrião ter sido desenvolvido. Este tipo de geração é inconsistente com pokémon, uma vez que estas criaturas nascem tradicionalmente de ovos. Esse embrião foi gerado por métodos de clonagem e desenvolvido pelos cientistas que possuíam o código genético de Mew. Mewtwo acabou adquirindo uma aparência um tanto artificial, que é ainda mais notável pela presença de uma espécie de tubo que está sobressaindo na parte de trás de seu pescoço. Assim como Mew, ele detém de uma energia psíquica poderosa. No entanto, o poder de Mewtwo foi ampliado para exceder o poder de Mew, com o intuito de criar o pokémon mais forte já existente.

Castform

Castform foi criado pelos cientistas do Instituto de Meteorologia de Hoenn. Ele foi desenvolvido especialmente para ajudá-los a fazer a previsão do tempo, daí sua habilidade de mudar a forma de acordo com as condições climáticas, tornando-se do tipo fogo quando o clima está quente (ensolarado), água quando está chovendo e gelo quando está nevando ou chovendo granizo.

Banette

Banette nada mais é que o resultado de um fenômeno ocorrido quando uma boneca de pelúcia, que tenha sido jogada fora, tenha o seu corpo possuído por um Shuppet, gerando assim a evolução.

Trubbish e Garbodor

Trubbish, e consequentemente Garbodor, foram criados quando um depósito de lixo sofreu, de alguma forma, um acidente envolvendo compostos químicos, fazendo surgir esse pokémon.

Golett e Golurk

Pelo que se tem conhecimento, Golett e Golurk foram criados por uma antiga civilização para proteger tanto os humanos quanto os pokémons, servindo como sentinelas.

Pokémons naturais que sofreram algum envolvimento do homem em sua formação

Deoxys

Deoxys é dito ser um vírus que caiu do espaço quando estava ligado a um meteoro. Uma vez na Terra, este vírus sofreu uma mutação por ficar exposto acidentalmente a um raio laser, transformando-o em um pokémon. Seu DNA continua instável e ele vai se transformar ainda mais quando exposto a certas fontes de radiação extraterrestre.

Burmy e Wormadam

Burmy é um pokémon que pode mudar o revestimento de seu corpo de acordo com o habitat em que vive. Ele pode ser feito de materiais naturais, como pode ser visto em suas capas de planta e de areia; ou de materiais artificiais encontrado nas cidades, como vemos em sua capa de lixo. Um Burmy fêmea evolui para Wormadam, e esta manterá a mesma capa de sua pré-evolução, que pode ser a artificial capa de lixo.

Spiritomb

Spiritomb já foi 108 seres viventes separados. Os pecados desses seres fizeram seus espíritos se reunirem em um túmulo de pedra, a Odd Keystone, tornando-os neste pokémon. Os espíritos permanecem aprisionados nesta pedra e mantidos à distância da Hallowed Tower, torre que é capaz de desencadear a libertação de Spiritomb.

Rotom

Rotom tem a capacidade de possuir máquinas elétricas, que incluem fornos de microondas, máquinas de lavar, refrigeradores, ventiladores e cortadores de grama, todas invenções humanas. Estes aparelhos permitem que Rotom aprenda movimentos de outros tipos. Ao personificar um aparelho elétrico ele perde seu tipo fantasma (sua condição de espírito) e ganha o tipo característico do objeto (sua condição de corpo), por exemplo, ao tomar posse de um refrigerador, torna-se elétrico/gelo.

Genesect

Genesect, um pokémon lendário, era um pokémon diferente há 300 milhões de anos. A Equipe Plasma o reconstruiu a partir de um fóssil com o objetivo de criar o pokémon mais forte de todos. N, líder da equipe, recusou o projeto devido a sua crença de que um pokémon modificado pela ciência perderia sua pureza. Entretanto, um cientista continuou a trabalhar no projeto em sigilo, pois não concordava com a decisão N para cancelá-lo. Ele equipou Genesect com um corpo metálico e um canhão em suas costas, chamado Photon Blaster, além de desenvolver itens conhecidos como drives que são capazes de mudar o tipo do Techno Blast, raio que sai deste canhão.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on TumblrEmail this to someonePrint this page

Comments

comments

Robert

Webmaster da Pokémon Mythology. Responsável pela redação e administração. Escreve a maior parte do conteúdo do site, em especial os detonados.

Você também pode gostar de...