Pokémon X & Y e a mitologia nórdica

Hello, minna!

Na notícia anterior, o Dark_Absol postou uma interessantíssima matéria sobre uma possível relação entre os jogos da sexta geração com a mitologia nórdica em inglês.
Traduzi o texto para que todos pudessem desfrutar melhor do mesmo. É um pouco grande, mas vale a pena dar uma checada e se preparar para os que estar por vir. ;D

 

Confiram tudo em Notícia completa.

Comentem!

Hello, minna!

Na notícia anterior, o Dark_Absol postou uma interessantíssima matéria sobre uma possível relação entre os jogos da sexta geração com a mitologia nórdica em inglês.
Traduzi o texto para que todos pudessem desfrutar melhor do mesmo. É um pouco grande, mas vale a pena dar uma checada e se preparar para os que estar por vir. ;D

O texto NÃO foi feito por mim, apenas traduzido/adaptado. Todos os créditos vão para o seu real autor.

“Quanto mais eu penso sobre o fato dos lendários em Pokémon X & Y serem uma águia e um cervo, mais eu penso sobre a história da mitologia nórdica sobre o Yggdrasil, a Árvore do Mundo. Segundo a mitologia, Yggdrasil é uma gigantesca árvore que foi criada a partir de cinzas puras e está localizada no centro do universo, unindo os nove mundos da cosmologia nórdica. Existem várias partes do mito que podem ser relacionadas a Pokémon X e Y e podem explicar a razão por trás dos nomes dos jogos e o porquê dos lendários serem baseados nos animais que são.

Pokémon X, Y e Z: Eixo 3D

X, Y e Z são as coordenadas que formam um plano 3D. Isso também funciona a favor da Nintendo, já que esses são os primeiros jogos principais de Pokémon para o 3DS. Entretanto, as implicações da história de Yggdrasil sugerem que esse eixo não seja apenas relacionado ao plano 3D, mas também simbolizar as partes da árvore.
A história de Yggdrasil discute sobre como o tronco através dos galhos mais altos da árvore podem ser imaginados como se formasse um eixo tridimensional ao redor do local onde os nove mundos estão situados. Os três mundos principais estão associados a cada uma das áreas da árvore. Ásgard, reino dos deuses, está no topo; Midgard, ou a Terra-Média (o mundo dos mortais), está localizada no meio; e o Hel (Nilfheim) na parte inferior. Essas três dimensões de deuses, mortais e demônios também sugerem uma relação sobre a mitologia e os três jogos. Mas não é apenas isso: Todos os três mundos citados tem uma criatura mítica associada a eles.

Pokémon X, Y e Z: Criaturas de Yggdrasil e os Pokémons Lendários

No topo de Yggdrasil, onde Asgard se localiza, vive uma águia mítica sem nome conhecido. Em algumas versões do mito, tal águia é as vezes dita como cega, mas que seus olhos podem ver através das almas de todos os seres dos nove mundos. Essa águia seria representada pelo pokémon Yveltal. Yveltal apresenta uma grande semelhança com uma águia. Muitas pessoas e animais que são cegos tendem a ter um olho azul claro.
Os olhos de Yveltal são um azul intenso, visto no trailer como bem claro, o que sugere a cegueira; assim como a águia do mito.
 Pokémon Y poderia representar a coordernada Y, do topo da árvore, onde Asgard está, e tendo Yveltal como o seu lendário, uma águia.


(os olhos azuis de Yveltal)

No meio de Yggdrasil (no tronco e no solo), onde Midgard está localizada, vivem quatro cervos míticos, nomeados Dainn, Dvalinn, Duneyrr e Durapror.


 É dito que todos os cervos tem chifres na forma dos galhos mais altos de Yggdrasil, para que eles possam se sentir como se vivessem no topo da árvore. Cada cervo também possui uma cor diferente de jóias em seus chifres. Dainn tem uma jóia azul, Dvalinn uma jóia rubra, Duneyrr uma jóia do sol (amarela) e Durapror uma jóia da noite (roxa/negra). Também é dito que os cervos esticam seus pescoços para alcançar os galhos e comer suas folhas.


O lendário Xerneas não é apenas um cervo, mas sua galhada também tem a forma de vários ramos. Entre os chifres de Xerneas também existem pedras de diferentes cores (azul, vermelha, roxa e amarela). Poderia ser Xerneas baseado nos quatro cervos? Parece bem provável.
Xerneas também não aparenta ter asas, o que o prenderia ao solo, no mundo horizontal… representado pelo X. O eixo X é o plano horizontal, no solo, e pode indicar que Pokémon X terá Xerneas como seu lendário mascote.

E finalmente a mais importante pista sobre o próximo jogo da 6ª geração, Pokémon Z, sendo baseado em onde estão localizadas as raízes de Yggdrasil. Na parte inferior da árvore (suas raízes), onde o Nifheim está localizado, vive o mítico wyrm (ou Dragão) chamado Nidhogg. Nidhogg parece-se mais com uma serpente-dragão do que com os dragões europeus. Por isso, o corpo do dragão é ondular e pode formar curvas facilmente. É dito que Nidhogg rói as raízes de Yggdrasi. Acredita-se também que tais raízes aprisionam, evitando que ela fique livre nos nove mundos.


O dragão tendo um corpo de serpente é perfeito para criar o formato do terceiro lendário, para combinar com X e Y. Afinal, como mais poderia um Pokémon formar um “Z” se não tivesse o corpo de uma serpente? Nesse caso, Nidhogg representaria o terceiro lendário principal da 6ª geração, curvando seu corpo para formar a letra Z. O motivo de esse pokémon não existir ou não ser um “verdadeiro lendário” até Pokémon Z também é explicado através do mito. É dito que Nidhogg está preso nas raízes de Yggdrasil. Então, talvez, o lendário Z estaria preso em algum lugar (ou objeto, ou otro mundo) também e que o treinador deveria libertá-lo antes de capturá-lo. Talvez ainda, para que o treinador pudesse capturar o lendário Z, ele deveria antes capturar os outros dois lendários e completar o trio de Yggdrasil.


(Serpente em forma de ‘Z’)

O porquê do dragão representar o lendário da versão Z também pode ser explicado pelo sistema de cordenadas na história; As três raízes de Yggdrasil se espalham por todas as direções, enquanto o topo e o meio permanecem em um local constante. Isso seria uma outra referência à coordenada Z, a coordenada que pode ser colocada em qualquer direção junto com o eixo X e Y para criarem o plano tridimensional.

Pokémon X, Y e Z: A Árvore


Durante o trailer de X e Y, podemos ver em uma parte o protagonista masculino pulando entre cordas ao redor de uma árvore gigante. Essa árvore também pode ser a versão de Yggdrasil no jogo. O treinador, possivelmente, deverá visitar tal local para encontrar um dos lendários.

Conclusão:


O topo da árvore cria uma coordenada Y, apontando para Asgard. O topo da árvore também é o lar da criatura semelhante a uma águia, que poderia ser a base para o lendário Yveltal, uma ave cega com o poder de ver através das almas das pessoas e pokémons. O meio da árvore (seu tronco, mas também o solo) cria a coordenada X, apontando para Midgard. O solo e a árvore também é o lar de quatro cervos com chifres de várias cores que se assemelham aos galhos de Yggdrasil. O lendário Xerneas é um cervo que possui uma pedra de cada cor e vários chifres que lembram galhos. A parte inferior da árvore (suas raízes) criam a coordenada Z e simboliza Nilfheim. O dragão que vive lá é uma serpente que pode curvar seu corpo em qualquer forma. Esse é o lar do Pokémon da versão Z. Tal lendário teria um corpo com forma de Z, formando um novo trio. O lar para os três lendários seria uma grande árvore localizada em algum lugar no jogo. Essa árvore possivelmente representa Yggdrasil, lar de tais criaturas míticas.

É bem possível que esses três lendários, assim como as coordenadas X, Y e Z (associadas com os três mundos principais) são o que a Nitnendo tinha em mente quando criou essa geração. O mito de Yggdrasil tem sido passado através de várias formas, a maioria como poemas, mas cada versão da história é a mesma. A águia, o dragão e os cervos sempre estão presentes na Árvore do Mundo e protegem cada um dos três mundos principais, mas também abrangendo os outros nove mundos da mitologia nórdica.

Texto original
(Em inglês)
Tradução por Okuraio
(Não reproduza minha tradução sem os devidos créditos a mim e ao autor)

 

Comentem!

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on TumblrEmail this to someonePrint this page

Comments

comments

Você também pode gostar de...