Lugares Assombrados

Certos locais que encontramos pelo jogo são conhecidos por serem mal assombrados. Veja a seguir um pouco mais sobre a história de três deles, famosos pela as aparições de fantasmas.

Pokémon Tower

Essa torre fica localizada na cidade de Lavender. Em seus andares existem diversas sepulturas de pokémons falecidos. É um cemitério pokémon, assim como o Mt. Pyre de Hoenn, a Lost Tower de Sinnoh e a Celestial Tower de Unova. Ela é assombrada pelo fantasma de uma Marowak.

Conta uma história que a Equipe Rocket havia feito uma invasão no lugar com o propósito de roubar Cubones para vender as caveiras que eles usam sobre a cabeça, que são bastante valiosas. Nesse processo, uma mamãe Marowak que estava tentando proteger seu filhote Cubone acabou sendo morta. Desde então, o fantasma dessa Marowak permaneceu assombrando a torre. Como tratava-se de um fantasma de um pokémon falecido, não podia ser localizado sem o aparelho Silph Scope, usado para identificar fantasmas. Com a ajuda de um treinador, os Rockets foram derrotados e a alma da Marowak pode descansar em paz.

Old Chateau

Essa mansão foi abandonada e hoje é lar de alguns pokémons fantasmas. Ela é assombrada pelo pokémon Rotom. Em um dos quartos dessa mansão existe uma televisão que não parece funcionar com energia elétrica. Pelas noites, é possível ver Rotom escapando de dentro dessa televisão. Em outro quarto é possível ver uma espécie de quadro na parede que possui olhos vermelhos, que observam o jogador. Ao se aproximar do quadro, os olhos se fecham.

Os fantasmas de uma garotinha e de um mordomo eventualmente aparecem pela mansão. No andar de cima, no penúltimo quarto do corredor, ao entrar, é possível ver que no quarto ao lado uma garotinha parece “andar” para fora de lá. Porém ela nunca é vista do lado de fora. No andar de baixo, na sala de jantar, um mordomo se movimenta para à esquerda, saindo da visão da tela do jogo. Ele nunca é visto do outro lado. Ele não realiza movimentos que mostrem estar andando, apenas desliza sobre a tela, dando a ideia de que estava flutuando.

Aparentemente, o mordomo e a garotinha viviam nessa casa antes de ela ter sido abandonada. Supõe-se que eles morreram devido a fenômenos estranhos estarem acontecendo na casa (provavelmente causados por Rotom). Talvez esse seja o motivo da casa ter sido abandonada pelos outros moradores.

Strange House

Esta é uma casa onde fenômenos estranhos acontecem, localizada depois da cidade de Lentimas, em Unova. Ela é assombrada pela fantasma da Marvelous Bridge. Nos jogos Black/White, a fantasma aparecia na ponte, e desaparecia logo quando o jogador se aproximava. Uma velha senhora que fica na entrada leste da ponte fala que a moça costumava brincar ao redor da área com o seu Abra antes da ponte ser construída.

Em Black 2/White 2 vemos essa mesma fantasma na Strange House. Ela vai mexendo os móveis da casa e fazendo breves aparições ao jogador, conforme ele vai andando pela casa, de forma que ele possa passar por todos os lugares da casa. As falas a seguir são ditas pela fantasma em cada uma de suas aparições:

Primeira aparição: “Um eterno sonho escuro…
Um sonho sem fim de escuridão…
Papai, mamãe, Abra…
Onde estão vocês…?”
Segunda aparição: “No sonho escuro…
Ouvi a voz de meu pai…
Esqueça a Lunar Wing…
Por favor, fique aqui comigo…”
Após achar a Lunar Wing: “Ah… a Lunar Wing…
Não posso pegá-la agora…
Mas está tudo bem…
Por favor, devolva a pena para o pokémon…
Eu estava esperando-o na ponte para que pudesse devolvê-la eu mesma…”

Isso justifica o porquê da menina aparecer anteriormente na Marvelous Bridge em Black/White. Ela pretendia retornar a Lunar Wing a Cresselia, lendário este que aparece na Marvelous Bridge em Black 2/White 2.

Ainda na Strange House, vemos livros nas prateleiras. Era possível ler algumas coisas, veja a seguir o que continha nesses livros:

“Há um pokémon chamado Cresselia na longínqua região de Sinnoh. Suas asas brilham como a lua crescente e mantêm os pesadelos afastados.”
“Há um pokémon chamado Hypno. Cada um carrega um pêndulo que pode balançar para deixar as pessoas sonolentas. Foi dito que uma vez um Hypno hipnotizou uma criança e a levou para longe.”
“Há um pokémon chamado Darkrai na longínqua região de Sinnoh. Para proteger a si mesmo, ele afasta pessoas e pokémons com terríveis pesadelos.”
“Alguns pokémons conhecem um golpe chamado Dream Eater. Com este golpe, um pokémon ataca enquanto o outro está dormindo e come o seu sonho. Ele restaura o HP igual a metade do dano causado.”
“Há um pokémon chamado Drowzee. Eles colocam os outros para dormir e comem os seus sonhos. Comer pesadelos pode perturbar os seus estômagos.”
“Alguns pokémons possuem a habilidade Forewarn. Um pokémon com essa habilidade é alertado com um dos golpes que o adversário possui. Golpes de alto poder são reconhecidos primeiro.”

Com base no conteúdo desses livros, podemos chegar a algumas conclusões.

Provavelmente essa Strange House era o lugar onde a menina morava com o pai, a mãe e o seu Abra enquanto era viva. O mais provável é que Darkrai tenha assombrado essa casa e colocado a menina para dormir. Sabemos que quando uma pessoa dorme por conta de Darkrai, começa a sofrer eternamente com os pesadelos, sendo incapaz de acordar. Somente a Lunar Wing de Cresselia tem o poder de despertar uma pessoa dos pesadelos de Darkrai, porém, como Unova é uma região muito distante de Sinnoh, certamente os pais da menina não sabiam disso. Eles deviam ter feito de tudo para despertá-la dos pesadelos, sem sucesso. Reparem que os livros das prateleiras falam sobre Cresselia e Darkrai, Drowzee e Hypno e o golpe Dream Eater, que estão todos relacionados ao sono, tudo isso provavelmente são pesquisas que os pais da menina fizeram para tentar acordá-la do sono eterno.

É bem provável que a menina tenha sofrido demais com os pesadelos e não tenha resistido, e morreu (quem sabe morreu do coração ou de medo). Provavelmente ela ficou assombrando a casa depois disso, fazendo os pais abandonarem a casa. Repare que nas falas da menina ela diz estar na escuridão (a escuridão de Darkrai), ela chama pelos pais e pelo seu Abra (pokémon que brincava com ela na ponte) e depois diz para o pai esquecer a Lunar Wing e ficar um pouco mais com ela. Provavelmente o pai se comoveu e permaneceu ao lado da filha até ela morrer.

Talvez a menina não tivesse morrido se o pai não tivesse desistido de usar a Lunar Wing. É o item que encontramos no último quarto da casa, quando a menina fantasma aparece e diz que já não pode mais usá-lo (por que já morreu) e pede para que você retorne o item ao pokémon (Cresselia). De fato, em B2/W2 quando você vai para a Marvelous Bridge com a Lunar Wing na mochila, Cresselia aparece. A fantasma acrescenta que esteve esperando por Cresselia na ponte para que ela mesma pudesse devolver a Lunar Wing, o que explica a aparição dela na Marvelous Bridge em B/W. Talvez ela não tenha encontrado Cresselia na ponte, por isso voltou para a Strange House para que pudesse pedir para alguém vivo que fizesse essa sua última vontade para poder descansar em paz.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on TumblrEmail this to someonePrint this page

Comments

comments

Robert

Webmaster da Pokémon Mythology. Responsável pela redação e administração. Escreve a maior parte do conteúdo do site, em especial os detonados.

Você também pode gostar de...