Linguagem dos Pokémons

A linguagem dos pokémons é o meio usado por eles para se comunicar entre si e com os humanos tanto nos jogos como no anime. Isso inclui a comunicação por meio do som que eles produzem (normalmente seu próprio nome), linguagem humana, corporal ou algum outro jeito de se comunicar, como por exemplo a telepatia ou “possuindo” um humano ou pokémon capaz de falar.

Rugido

Nos jogos

A maioria dos pokémons só se comunicam através do seu ”rugido” (em inglês o rugido dos pokémons é chamado de cry).

Quando um pokémon entra em uma batalha, não importando se ele é selvagem ou se o treinador o escolheu, ele sempre emite um som. Algumas maneiras de ouvir o rugido de um pokémon é usando ataques sonoros como Growl. Outra forma de ouvir o rugido de determinado pokémon é verificando seu registro na pokédex.

Cada espécie de pokémon tem seu próprio rugido, enquanto há alguns que parecem ter rugidos idênticos, por exemplo Charizard e Rhyhorn.

No anime

Geralmente, o pokémon possui um rugido idêntico ao nome de sua própria espécie. Por exemplo, um Charmander só será capaz de dizer a palavra “Charmander”, dividida em partes ou por inteiro.

Apesar de aparentemente falarem apenas o nome de sua própria espécie, os pokémons aparentam ser capazes de se comunicar uns com os outros sem problemas. No episódio “A Ilha dos Pokémons Gigantes”, existem legendas “traduzindo” o que os pokémons estão dizendo, e evidentemente, eles podiam entender um ao outro perfeitamente. Esta foi a única que vez que aconteceu uma tradução das falas dos pokémons. A comunicação entre os pokémon se torna ainda mais importante quando eles disputam batalhas em duplas, em trio ou em times. Um exemplo disso pode ser visto a partir da conversa entre Pikachu e Piplup no filme “Arceus e a Jóia de Vida”, onde a comunicação entre esses dois foi vital na salvação de seus treinadores.

Embora tenha-se acreditado que os rugidos dos pokémons fossem sempre iguais, os fãs mais atentos da série foram capazes de identificar padrões na linguagem dos pokémons, como quando o Pikachu de Ash diz “Piiika-Chuuuuuuuu” ao usar Thunderbolt ou “Pika-Pikachu” quando refere-se a si mesmo ao se apresentar. O Piplup de Dawn também demonstra padrões em sua linguagem, tais como “Piplup-lup-lup” quando usa Bubblebeam, ou “Pipluurrrp” ao usar Whirlpool, sendo que ao pronunciar o ”lup” ele aparenta estar debaixo d’água.

Linguagem Humana

Nos jogos

Há alguns poucos pokémons que são capazes de falar a linguagem humana, como o Doduo de Copycat nas versões FireRed e LeafGreen, e um Murkrow que apareceu no esconderijo da equipe Rocket, na Geração II e seus remakes da Geração IV. Um Zoroark na Lostlorn Forest consegue realizar uma conversa na língua humana com o jogador enquanto estava disfarçado de um Backpacker, mostrando que existem pokémons capazes de conversar com fluência com um humano.

É um mistério a amplitude do conhecimento dos pokémons sobre a língua humana. O texto da pokédex de Lapras diz que ele é capaz de compreender a fala humana, possivelmente sugerindo que nem todos os pokémons podem compreender plenamente a linguagem humana. Embora seja comum pensar que o jogador diz qual ataque o pokémon deve usar, não há nenhum fato que confirme que o pokémon fez o que o treinador mandou. O jogo simplesmente diz ”pokémon usou ataque”, portanto nunca afirmando que o pokémon obedeceu o comando de seu treinador. No entanto, houve alguns exemplos específicos de outros treinadores que comandam seus pokémons, como Lance dizendo a seu Dragonite usar Hyper Beam em um membro da Equipe Rocket na geração II de jogos e seus remakes.

No anime

Diferente dos jogos, certos pokémons podem manter uma conversa fluente com os humanos. O pokémon falante mais conhecido é Meowth da Equipe Rocket, que incansavelmente aprendeu a língua humana para impressionar seu interesse amoroso, Meowzie. Isso fez dele um intérprete comum entre os humanos e pokémons no anime.

Outros pokémons que podem falar com fluência a linguagem humana são: o Slowking do filme “O Poder de Um”, o Snover do mini-filme “Aventura de Gelo de Pikachu” e o Gastly do episódio “O Fantasma do Pico da Donzela”. Outro pokémon capaz de falar é Chatot, porém ele apenas sabe repete as frases que ouve.

Linguagem Corporal

Quando os pokémons estão fora de suas pokébolas, possuem sua própria linguagem corporal que às vezes pode ser sua principal forma de comunicação com os humanos.

Nos jogos

Na versão Pokémon Yellow, o pokémon inicial do jogador, Pikachu, fica fora da pokébola e segue o jogador por onde for, similar ao Pikachu de Ash no anime. Se o jogador se vira e fala com o Pikachu, uma imagem aparecerá na tela acima de Pikachu, mostrando a sua expressão, o que muda dependendo do seu humor. Por exemplo, quando o jogador começa o jogo, Pikachu tem uma expressão infeliz, mas conforme sua amizade vai aumentando ao longo do jogo, suas expressões tornam-se mais positivas.

Nas versões HeartGold e SoulSilver, o primeiro pokémon que o treinador tem em sua equipe irá acompanhá-lo fora da pokébola na maior parte do jogo. No entanto, ao contrário da versão Yellow, em vez de surgir uma imagem quando o treinador se vira para falar com o pokémon, aparece um texto na parte inferior da tela, dando uma descrição do que o pokémon está fazendo.

No anime

No anime, o principal pokémon que usa a linguagem corporal é o Pikachu de Ash. Vários pokémons aparecem fazendo gestos e movimentos numa espécie de jogo de charadas para o seu treinador. Este fato acabou gerando muitos momentos de humor no anime.

Outras formas de comunicação

Telepatia

Muitos pokémons, psíquicos em sua maioria, utilizam a telepatia para se comunicar com os humanos. Um exemplo disso é o Ralts do episódio ”Eu ouvi um Ralts?”, que telepaticamente se comunicou com Max pedindo a sua ajuda. Max, por sua vez, achou ter ouvido o rugido de um pokémon. Essa telepatia não deve ser confundida com uma habilidade chamada telepatia, que serve para evitar golpes de pokémons aliados em batalhas em dupla ou trio.

A maioria dos pokémons falantes se comunicam telepaticamente, como Zorua em “Zoroark – Mestre das Ilusões”. Muitos lendários são capazes de fazer isso também, como Lugia em “O Poder de Um” e Arceus, em “Arceus e a Jóia da Vida”.

Amizade

Quando um pokémon e seu treinador tem um vínculo de amizade muito forte eles podem se comunicar intuitivamente. Um exemplo disso é no episódio ”Salvando o Mundo da Ruína”, onde Ash entende que Pikachu queria usar Thunderbolt para ajudar o Lucario de Riley.

Através de Alguém

Certos pokémons são capazes de falar telepaticamente através de uma pessoa ou de outro pokémon. Um exemplo é em ”Fantasmas Camaradas”, quando um Gastly e um Haunter se comunicam com Ash e seus amigos através de Meowth. Isso também acontece em ”Pokémon Ranger! Crise de Deoxys!”, onde Deoxys usa Meowth para se comunicar.

Trocando de Forma

A Latias do filme “Heróis Pokémon” foi capaz de assumir a aparência de Bianca, uma garota com a qual ela tinha amizade, sendo capaz de se comunicar com a linguagem humana tal como ela.

Ilusões

No episódio ”Esperando um amigo”, um Ninetales cria uma ilusão de uma mulher chamada Lokoko, o que lhe permitia falar a língua humana por meio dela.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on TumblrEmail this to someonePrint this page

Comments

comments

Robert

Webmaster da Pokémon Mythology. Responsável pela redação e administração. Escreve a maior parte do conteúdo do site, em especial os detonados.

Você também pode gostar de...