Evolução Pokémon

Diversos pokémons são capazes de evoluir para um pokémon diferente. Quando isso ocorre, o pokémon muda fisicamente, adquirindo um corpo geralmente mais desenvolvido. Isso permite ao pokémon ganhar novas estatísticas, deixando-o mais poderoso e sendo capaz de aprender novas técnicas de batalha. Em alguns casos, o pokémon evoluído adquire um tipo diferente. De acordo com o Professsor Rowan, especialista em evolução, cerca de 90% dos pokémons existentes estão ligados a alguma linha evolutiva. Rowan atualmente estuda se a evolução é uma forma de amadurecimento dos pokémons e investiga o porquê de pokémons lendários não evoluírem.

Evolução em relação ao mundo real

No mundo pokémon, a evolução é mais semelhante ao processo que conhecemos por metamorfose do que pela evolução em si. Na vida real a evolução acontece com uma população inteira, e não apenas com seres individuais, além de acontecer num período de tempo bem maior do que ocorre com os pokémons. Podemos associar a transformação do macaco no homem como uma referência da evolução e a transformação de uma lagarta numa borboleta como uma referência da metamorfose.

No mangá é mencionado que a evolução dos pokémons é um fenômeno completamente distinto no processo normal de evolução, sendo uma misteriosa capacidade exclusiva dos pokémons que ainda não é inteiramente compreendida. Isso quer dizer que mesmo a evolução existente no mundo real também está presente no mundo pokémon. A existência de pokémons pré-históricos e de pokémons de coloração diferente nas ilhas laranja ajudam a sustentar mais essa ideia.

Família de Evolução: também chamada de cadeia de evolução ou linha evolutiva, é um grupo de pokémons que é capaz de gerar um ovo de onde nasce o mesmo pokémon da espécie da mãe, exceto os pokémons bebês, que são incapazes de botarem ovos. Isso significa que a forma mais básica ou bebê de uma cadeia de evolução é capaz de se tornar qualquer um dos membros de sua família, embora seja capaz de seguir apenas por um caminho evolutivo. A maioria dos pokémons possuem apenas um caminho evolutivo, mas existem pokémons que possuem uma linha evolutiva ramificada, o que lhes dão opções para seguirem por um entre dois ou mais caminhos evolutivos. Eevee é um bom exemplo disso.

 

Estágios de Evolução: com base na posição onde o pokémon aparece em sua família evolutiva, podemos dividi-los em diferentes estágios de evolução. Existem 4 estágios: os pokémons bebês, os pokémons não-evoluídos, a primeira evolução e a segunda evolução. Devido ao fato de que nenhuma família possua um pokémon bebê e uma segunda evolução, muitos consideram os pokémons bebês como a forma não-evoluída. Por exemplo, Pikachu originalmente era uma forma não-evoluída, enquanto Raichu era sua primeira evolução. Com a introdução de Pichu (sua forma bebê) na segunda geração, muitos passam a considerar Pichu como a forma não-evoluída, Pikachu como primeira evolução e Raichu como segunda evolução.

Pokémons de três estágios evolutivos são aqueles capazes de evoluir até duas vezes, como Bulbasaur. Pokémons de dois estágios evolutivos evoluem apenas uma vez, como Rattata. Pokémons de apenas um estágio evolutivo são aqueles que não possuem evolução, como Lapras.

Evolução no TCG

No TCG, a evolução funciona de maneira similar aos games em muitos aspectos. Um detalhe é que no TCG os pokémons podem evoluir livremente, não estando sujeitos a nenhum método de evolução, como acontece em alguns casos nos jogos e no anime. Os estágios de evolução são os mesmos, porém com as seguintes denominações: pokémon bebê, pokémon básico, pokémon de estágio 1 e pokémon de estágio 2. Apenas pokémons no estágio bebê e básico podem ser colocados em campo. As cartas de estágio 1 e 2 são consideradas cartas de evolução e devem, portanto, ser jogadas após as cartas de suas formas pré-evoluídas.

Métodos de Evolução: as maneiras de como os pokémons evoluem são bastante variadas. Certos pokémon possuem até mesmo um método único de evolução. A forma mais comum de evolução é quando um pokémon alcança determinado nível. Outros métodos de evolução incluem:

  • Subir de nível com altos índices de felicidade
  • Subir de nível portando um item específico
  • Subir de nível após aprender um determinado golpe
  • Subir de nível em um local específico
  • Utilizando uma pedra evolutiva no pokémon
  • Trocando o pokémon
  • Trocando o pokémon ao segurar um item específico

Além disso, com o item Everstone, o pokémon é impedido de evoluir. O pokémon que portar essa pedra não evoluirá enquanto a possuir. Certos pokémons possuem evoluções de acordo com o seu sexo. Alguns ainda precisam de condições especiais, como a presença de Remoraid, no caso de Mantyke, ou um espaço vago na equipe do treinador, no caso de Shedinja. Em um outro caso excepcional, existem pokémons que são capazes de evoluir quando trocados um pelo outro, como é o caso se Shelmet e Karrablast. Se um deles segurar a Everstone, nenhum deles evolui.

Evolução no anime

No anime, em sua maior parte, a evolução acontece da mesma forma que ocorre nos jogos. Nem sempre são levados em consideração alguns requisitos necessários para o pokémon evoluir, como o alcance de um determinado nível ou a condição específica de uma troca. Podemos observar a forma como o Poliwhril de Misty evoluiu para Politoed sem a realização de uma troca. No entanto, devemos notar que Politoed, enquanto portava a King’s Rock (item necessário para sua evolução), foi chamado para a pokébola e passou pela máquina de recuperação do Centro Pokémon. Outro caso que podemos destacar foi como o Butterfree do Ash saiu de seu casco Metapod após sofrer uma rachadura feita pelo Beedrill.

Devemos destacar que a evolução do pokémon também é possível durante uma batalha no anime, enquanto nos jogos o pokémon só evolui quando a batalha termina. No anime pokémons podem evoluir quando eles mesmos acharem necessário, para um aumento extra de poder, em vez de um bom tempo de treinamento, tal como ocorreu quando Charmeleon evoluiu para Charizard. Pokémons também podem escolher por não evoluir, o que indica que a evolução pode estar relacionada com a emoção do pokémon (Meowth não evoluiu pois não gosta de Persian, e Pikachu quer provar ser forte sem evoluir). Por outro lado, já foram vistos pokémons que evoluíram para amadurecer ou lidar com algum problema emocional, tal como foi com o Paras que era fraco e tinha medo de batalhas e o Poochyena que não gostava de usar o golpe mordida.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on TumblrEmail this to someonePrint this page

Comments

comments

Robert

Webmaster da Pokémon Mythology. Responsável pela redação e administração. Escreve a maior parte do conteúdo do site, em especial os detonados.

Você também pode gostar de...